Trumpocalypse

 

Hoje, acordamos com a notícia que Trump foi eleito presidente dos Estados Unidos. Esqueçam o «foi», estamos a falar de um presente bem próximo.  Um capitalista narcisista, homem de negócios astuto mas sem experiência política que uns chamam racista, outros machista, outros ainda chamam nomes piores. Estamos com a sensação que será um presente com um futuro comprometido.

Quem acompanhou a corrida eleitoral norte-americana, desde as primárias, percebeu alguns pontos essenciais da agenda política de Trump

– Trump irá construir um muro pago pelo México (muro em cima, e muro por baixo pois os mexicanos são manhosos nos subterrâneos), para manter mexicanos maus no seu país e também fechar fronteiras para outros não americanos maus.

– Trump irá construir infraestrutura e postos de trabalho SÓ com trabalhadores americanos (talvez ele não tenha percebido que existe uma grave crise financeira mundial)

– Trump não acredita que exista aquecimento global (aliás, ele acha que está bastante frio)

– As mulheres  são bem-vindas no local de trabalho, mas têm de ser bonitas a um nível de pontuação 10. (8 e 9 são aceitáveis, mas camafeus, nem pensar!)

O site Trump Facts enumera alguns outros pontos de vista pela voz do próprio Trump.

Nem tudo são más notícias. Este será um mandato pleno que comédia da boa, com gaffes apoteóticas a nível de George W.Bush Jr.. A música será melhor, não haverá membro da comunidade musical que não queria escrever uma canção pungente sobre o estado da política e deste homem em particular e serão canções do caraças. O mesmo vale para  arte em geral. Vão voltar os títulos badass, estilo “Operação Águia Liberta”,  “Missão Bomba Neles” , “Política Trumpness”,  “Make Women a 10 Again”.

Para já fica uma colectânea de canções que entram em sintonia com a ideia de KABOOM, tempos difíceis aproximam-se e sobre homens com discurso inflamado de ódio que ascendem ao poder e a coisa dá para o torto. Estilo aquele senhor alemão gesticulante de bigodinho curto com umas calças abaloadas em cima com um discurso muito inflamado. Estão a ver?…

  1. The Prodigy: Firestarter
  2. Green Day: American Idiot
  3. The Doors: People Are Strange
  4. Pearl Jam: W.M.A
  5. Duran Duran: Wild Boys
  6. Tina Turner: We Don’t Need Another Hero (Thunderdome)
  7. Rammstein – Amerika
  8. Muse: Intro
  9. Muse: Apocalypse Please
  10. R.E.M: It’s the End of the World as We Know it (I Feel Fine)
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s